28 de julho de 2014

Especialistas orientam como enfrentar o Enem

Exame será realizado em novembroExame será realizado em novembro
A pouco mais de três meses para a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2014, alunos de todo o país têm se preparado para enfrentar as provas que servirão de seleção para entrada em diversas universidades públicas e privadas. Em Mossoró, a preocupação em estar bem preparado para a maratona de questões nos dias 8 e 9 de novembro tem um motivo especial: a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) irá aderir ao sistema de seleção como forma de ingresso a partir deste ano. 
Sendo assim, todas as universidades públicas com campus em Mossoró e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) utilizarão as notas do Enem como seleção para seus novos estudantes. Além disso, uma boa colocação no Exame garante bolsas em universidades particulares, através do ProUni, e financiamento estudantil, por meio do Fies. 
Para se destacar em um universo de mais de nove milhões de inscritos no Enem é preciso estudo e dedicação. Conforme o professor Alisson Paunele, instrutor de um cursinho da cidade, recorrer a um curso preparatório, voltado especificamente para o Enem, é uma boa opção para sair na frente da concorrência. Entretanto, é possível estudar sozinho em casa e garantir bons resultados no Enem, mas é preciso uma dose extra de disciplina. 
Ao optar por estudar em casa, o candidato precisa focar no conteúdo a ser estudado. Escolher um local adequado, silencioso, iluminado e confortável é o primeiro passo. Também é importante adotar um horário de estudo. "O ideial seria dedicar pelo menos seis horas por dia", sugere o professor. No entanto, para aqueles estudantes que também trabalham a opção é dedicar o máximo de horas livres aos estudos. "Uma boa opção é estudar cedinho, antes de ir para o trabalho, das 5h às 7h, por exemplo", diz. 
O estudante deve estabelecer um horário de estudo e priorizar as matérias que se têm mais dificuldade. "O importante é estudar cada disciplina por pelo menos uma hora ininterrupta", diz Alisson Paunele.

Mês de julho apresenta aumento na procura por cursinhos para o Enem
O mês de julho é apontado por coordenadores de cursinhos como o de aumento na procura nas turmas em especial este ano, em que a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) decidiu tornar o Enem como forma única de entrada nos cursos de graduação. 
"Temos percebido grande demanda por cursinhos, principalmente entre alunos recém-saídos ou que ainda estão cursando o ensino médio, que vêm procurar apoio para compreensão de conteúdos que não aprenderam na escola e que são cobrados no Enem", disse o coordenador de uma empresa especializada em cursinhos, Alisson Paunele de Sousa.
De acordo com o coordenador, a maioria dos alunos que procuram o reforço pretende ingressar nas áreas biomédicas (Medicina e Enfermagem) e ainda Direito e as Engenharias, o que tem levado as empresas a criarem turmas específicas para cada tipo de curso. O valor das mensalidades e tempo de duração variam de acordo com o curso pretendido, sendo que as turmas preparatórias para o Enem geralmente são abertas em fevereiro e encerradas em outubro.
Além de conteúdos e simulados das provas, são passados aos alunos dicas para serem seguidas antes, durante e depois das provas, como verificação da documentação e locais de prova com antecedência, técnicas de relaxamento e cuidados especiais com as normas de segurança dos processos de seleção, como evitar uso de celulares.

Dicas de preparação para o Enem
- O local de estudo deve ser limpo, quieto, bem iluminado pelo sol, arejado e confortável.
- Respeite o seu relógio biológico. Procure estudar no horário em que sua mente estiver mais ativa;
- Não estude cansado ou com fome. Sem energia, você terá dificuldades para se concentrar nos estudos;
- Priorize as disciplinas nas quais esteja mais fraco.
- Estabeleça um horário para cada uma das matérias.
- Estude cada disciplina por pelo menos uma hora ininterrupta.
- Durante o estudo, faça pausas breves sempre que se sentir cansado. Beba água, distraia-se com outro assunto por alguns minutos.
- Pratique a leitura diária de jornais com assuntos do seu interesse.
- Descanse. Procure ter uma boa noite de sono, especialmente dias antes da prova.
FONTE: O MOSSOROENSE

26 de julho de 2014

Manifestações não devem influenciar resultado das eleições, dizem especialistas

Na avaliação, faltou consistência nas questões levadas às ruas e muitas opiniões contraditórias no mesmo protesto.

Na avaliação, faltou consistência nas questões levadas às ruas e muitas opiniões contraditórias no mesmo protesto.
Apesar do grande envolvimento popular nas manifestações do ano passado, que levaram milhões de pessoas às ruas em todo o país, os protestos não devem influenciar no resultado das eleições deste ano, segundo especialistas. O assunto foi debatido hoje (25) no seminário Eleições 2014: Panoramas Político e Eleitoral, realizado no Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre-FGV).

O professor do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Iesp-Uerj) Fabiano Santos vê com ceticismo a influência das manifestações no processo eleitoral e político. Na avaliação dele, faltou consistência nas questões levadas às ruas e havia muitas opiniões contraditórias no mesmo protesto.

“A minha impressão é que, daquela circunstância e daquela conjuntura de decisão política e expressão de preferências, não se teria nada mais de consistente com sinalização para decisões da elite política e do governo”, avaliou.

Outro aspecto apontado por Santos é o caráter antidemocrático e violento que algumas manifestações tomaram. “O que acabou permanecendo como legado da mobilização social foi o aspecto da violência. Definitivamente, as pessoas mobilizadas e interessadas em manter a pressão aderiram a um estilo de manifestação de intervenção política antidemocrático e isso acabou alienando boa parte das pessoas que estreavam na política ou retomavam o seu ânimo para a participação”.

Também sem apontar influência nas urnas, o professor do Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC) da FGV Márcio Grijó Vilarouca apresentou uma pesquisa feita com participantes da manifestação de 20 de junho de 2013 na Avenida Presidente Vargas, a maior ocorrida no Rio, com 300 mil pessoas. De acordo com ele, o público era muito heterogêneo quanto às preferências políticas e classes sociais e tinha, em média, entre 18 e 29 anos. Metade dos entrevistados não tinha nenhuma participação política anterior e todos tinham percepção de melhora quanto às condições gerais do país.

“Eles relatam como experiência negativa vivenciada temas como mobilidade urbana, direitos LGBT [Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transsexuais e Transgêneros], meio ambiente, acesso a serviços públicos e corrupção dos costumes, que seria uma desonestidade generalizada da sociedade como um todo. Em geral, as pessoas faziam uma avaliação positiva da situação econômica e social do país e em seguida faziam algum adendo racional de um processo inconcluso, como 'o país cresce, mas não se desenvolve'”, relatou.

Quanto aos motivos para participar da manifestação, as respostas apontavam os convites pelas redes sociais e de amigos, além da curiosidade, para só depois colocarem questões concretas. Vilarouca afirma também que a constatação geral dos entrevistados é que não existe investimento em educação política no país.

Por outro lado, o professor Jairo Nicolau, do Departamento de Ciências Políticas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) destacou que as pesquisas eleitorais têm apontado um número muito maior de votos brancos e nulos.

“Nas eleições passadas, brancos e nulos estavam em 6% quando começou o horário eleitoral. A última pesquisa Ibope mostra que 18% dos eleitores têm intenção de votar branco ou nulo. Há, de fato, aí uma novidade. Talvez isso reflita um ambiente mais geral de descrença na política e claro que foi agravado com os eventos e os desdobramentos de junho do ano passado”, ponderou.

No entanto,  Nicolau ressalta que o fato pode ser explicado também pelo alto nível de desconhecimento, por parte do eleitorado, dos candidatos apresentados.

FONTE: AGENCIA BRASIL VIA  NOMINUTO.COM

24 de julho de 2014

PATU/RN: FAÇA JÁ SUA PÓS-GRADUAÇÃO!!!


          Será realizada na cidade de Patu/RN a primeira turma de Pós-Graduação da Faculdade do Seridó-FAS, uma renomada instituição particular que agora vem oferecer a nossa região uma excelente capacitação profissional.
           A FAS está montando turma para a especialização CONTABILIDADE GERENCIAL tendo em seu quadro de professores especialistas e mestres em contabilidade, previsão de inicio das aulas é pro final do  mês de Agosto com aulas mensais durante o domingo, para mais informações e para fazer sua matricula é só ligar no telefone (84) 9664-5758.

GARANTA JÁ SUA VAGA!

20 de julho de 2014

Dilma perderia para Aécio por 50% a 31% em São Paulo se as eleições fosse hoje


Ainda de acordo com pesquisa Datafolha, Aécio derrotaria Dilma por 50% a 31% se a eleição fosse só no Estado de São Paulo. E mesmo Eduardo Campos (PSB), hoje em terceiro na disputa nacional, ganharia da presidente com folga numa disputa direta nas urnas paulistas, 48% a 32%. A avaliação petista é que o voto no segundo turno no Estado seria para “impor uma derrota” à presidente, seja qual for o candidato.
Por isso, defendem que haja uma operação específica para o Estado, combinada a uma imersão maior de Dilma em São Paulo. Uma espécie de “campanha paralela”, na expressão de um assessor. A ideia é retomar o diálogo com setores antes cativos do PT, mas que perderam a interlocução. Como exemplo, citam os movimentos sociais e um grupo de empresários. Outro recurso mencionado é dar uma turbinada política e financeira na campanha de Alexandre Padilha, o candidato a governador do PT que está com 4% na pesquisa.
 
Via:Blog Politica na Pauta/BLOG SERRINHA DE FATO

17 de julho de 2014

CONSEPE aprova adesão da UERN ao ENEM/SISU a partir de 2015

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CONSEPE), aprovou por 18 votos a favor e duas abstenções, a adesão da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), ao ENEM/SISU. A partir de agora, a instituição passará a adotar o ENEM como única forma de ingresso, já para o primeiro semestre de 2015.

Antes dos conselheiros votarem a adesão, eles assistiram a uma exposição do diretor da Comissão Permanente do Vestibular da UERN (COMPERVE), professor Egberto Mesquita. Entre outros pontos, ele explicou quais as alterações que o Exame Nacional do Ensino Médio provocará em relação ao Processo Seletivo Vocacionado (PSV).

Segundo o professor, como o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), determina respeito à autonomia das universidades que adotarem o ENEM, a UERN poderá definir peso diferenciado nas provas, mantendo a mesma sistemática do vestibular vocacionado. Outro diferencial será o regime de cotas para portadores de necessidades especiais (PNE), aprovado pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

“As políticas de cotas sociais serão mantidas”, adiantou o diretor da COMPERVE, lembrando que também não haverá prejuízo para os alunos da rede pública de ensino, antes amparados também por uma lei estadual. As regras do ENEM asseguram cotas para os alunos oriundos das escolas públicas. Isso significa que todos os benefícios do PSV serão mantidos.

10 de julho de 2014

Divulgado o Resultado da 11ª Etapa do Programa Brasil Alfabetizado

Foi divulgado hoje o resultado da 11ª Etapa do Programa Brasil Alfabetizado, confira o resultado (CLICANDO AQUI)

9 de julho de 2014

Projeto da Uern realiza soltura de mais de 100 filhotes de tartaruga em Areia Branca

Filhotes pertencem à espécie "tartaruga-pente"Filhotes pertencem à espécie "tartaruga-pente"

A equipe do projeto Cetáceos da Costa Branca, da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern), realizou ontem a soltura de 105 filhotes de tartaruga da espécie eretmochelys imbricata, conhecida como "tartaruga-pente", ameaçada de extinção, na praia de Upanema, em Areia Branca.
Na Unidade de Pronto-Atendimento de Animais Marinhos, defronte ao local da soltura das tartarugas, o coordenador do projeto, professor Flávio Lima, fez uma apresentação do trabalho desenvolvido nos mais de 16 anos da iniciativa resultado de parceria entre a Uern e Petrobras, que de novembro de 2013 até hoje já devolveu mais de 3.500 tartarugas ao mar.
O projeto Cetáceos da Costa Branca também cuida de golfinhos, peixe-boi e aves-marinhas e atua em 14 municípios litorâneos entre Caiçara do Norte (RN) e Aquiraz (CE), totalizando uma faixa de 336 quilômetros de área de proteção. Os trabalhos são realizados, sobretudo, em Areia Branca. Atualmente, três tartarugas adultas das espécies oliva (lepidocelys olivacea), cabeçuda (caretta caretta) e verde (chelonia mydas) recebem atendimento na base do projeto, vítimas da ação humana, uma delas teve uma das nadadeiras decepada.
Estiveram presentes o reitor da Uern, Pedro Fernandes; o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, João Maria Soares; de Extensão, Etevaldo Almeida Silva; e a chefe de Gabinete da Uern, Fátima Raquel Rosado, além da gerente de Turismo de Areia Branca, Viviane Araújo.
"O projeto é importante pela atitude de preservação de uma espécie que está em um nível de extinção crítico e também porque envolve pesquisa e extensão, com participação direta da comunidade", disse o reitor.


FONTE: O MOSSOROENSE

Brasil busca superar problemas em jogo com a Alemanha e chegar à final

Seleção Brasileira: nova decisão hoje (CBF)Seleção Brasileira: nova decisão hoje (CBF)
A seleção brasileira busca hoje (8), em jogo contra a Alemanha, às 17h (horário de Brasília), no Estádio Mineirão, em Belo Horizonte, voltar a uma final de Copa, o que não ocorre desde 2002. Nesse ano, o Brasil foi campeão em cima da Alemanha.

O time brasileiro terá que superar a ausência de Neymar, que sofreu uma lesão nas costas no último jogo e está fora da Copa. Também terá que superar o desfalque do capitão Thiago Silva, que recebeu o segundo cartão amarelo no torneio e cumpre suspensão.
Superar a ausência do astro do time pode ser o grande desafio do técnico Felipão na preparação para o jogo. Ele faz mistério sobre o substituto de Neymar. Uma opção é a volta de Luiz Gustavo. O volante voltaria após cumprir suspensão contra a Colômbia, e Paulinho, seu substituto no jogo, continuaria entre os titulares para deixar o meio-campo brasileiro mais combativo. A outra possibilidade é a entrada de Willian no lugar de Neymar, mantendo as características atuais do time. O técnico precisa optar entre reforçar o meio-campo para medir forças com os alemães, fortes nesse setor, ou manter o time veloz no ataque contra a lenta defesa adversária.
Na defesa, as dúvidas são menores. O zagueiro Dante é nome praticamente certo para substituir Thiago Silva. Dante é jogador do principal time da Alemanha, o Bayern de Munique, e tem como companheiros de clube nada menos do que sete jogadores da seleção alemã.
A Alemanha vem de uma vitória simples contra a França. O jogo não foi bonito, mas a vaga veio de forma incontestável. O técnico Joachim Löw tem à disposição seus principais jogadores. Os meias Schweinsteiger, Özil e Kroos são os principais articuladores no meio-campo e costumam dominar esse setor nas partidas. No ataque, Thomas Müller e André Schürrle podem ser titulares e dar muito trabalho à defesa brasileira.
No último encontro entre as duas seleções, um amistoso em agosto de 2011, a Alemanha venceu por 3 a 2. A partida foi na Alemanha e contou com gols de Schweinsteiger, Götze e Schürrle para a Alemanha e Alexandre Pato e Robinho para o Brasil.
Em copas do Mundo, houve apenas um confronto, com vitória na final de 2002. À época, o astro alemão era o goleiro Oliver Kahn, que foi eleito o melhor jogador da Copa, mesmo após falhar no primeiro gol do Brasil.
(Agência Brasil) via O MOSSOROENSE

4 de julho de 2014

CONVITE MISSA: Lucilene Nunes 1º Ano de Saudade


Os Familiares de Lucilene Nunes de Paiva convida parentes, amigos e toda comunidade para assistirem a celebração da Missa de 1° Ano de Saudade, que será celebrada sábado dia 05 de Julho de 2014 às 16:00 horas na Igreja de Santo Antonio dos Pobres.

3 de julho de 2014

Nova pesquisa Datafolha mostra Dilma com 38%, Aécio com 20% e Campos com 9%

Pesquisa Datafolha divulgada na noite desta quarta-feira (2) pelo jornal "Folha de S. Paulo" indica que a presidente Dilma Rousseff (PT) tem 38% das intenções de voto. O senador Aécio Neves (PSDB-MG) aparece com 20% das intenções de voto e o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), com 9%. No levantamento anterior do Datafolha, realizado no início de junho, Dilma tinha 34% das intenções de voto, Aécio, 19%, e Campos, 7%.

O percentual de entrevistados que disseram não saber em quem votar ou que não responderam passou de 13% para 11% entre a pesquisa de junho e a deste mês. Brancos e nulos eram 17%; agora são 13%. O quarto colocado, pastor Everaldo (PSC), se manteve com 4% das intenções de voto, mesmo índice da pesquisa de junho.

Veja os números do Datafolha para a pesquisa estimulada:

- Dilma Rousseff (PT): 38%
- Aécio Neves (PSDB): 20%
- Eduardo Campos (PSB): 9%
- Pastor Everaldo (PSC): 4%
- José Maria (PSTU): 2%
- Eduardo Jorge (PV): 1%
- Mauro Iasi (PCB): 1%
- Luciana Genro (PSOL): 1%
- Eymael (PSDC): 0%
- Levy Fidelix (PRTB): 0%
- Brancos/nulos/nenhum: 13%
- Não sabe: 11%

Aprovação do Governo - A aprovação do governo Dilma Rousseff, índice de eleitores que o consideram ótimo ou bom, é de 35%, segundo pesquisa do instituto Datafolha. O índice de favoráveis à Copa no país subiu a 63% enquanto 76% não aprovaram as ofensas feitas à presidente na abertura do Mundial, em São Paulo. No levantamento de junho do Datafolha, a aprovação do governo era de 33%. No levantamento, 38% avaliaram o governo como regular, e, 26%, como ruim ou péssimo. Em junho, o percentual de eleitores que consideraram o governo regular também foi de 38%. Naquele levantamento, os que avaliaram o governo como ruim ou péssimo foi de 28%.

Copa - A pesquisa Datafolha mostra que a proporção de eleitores favoráveis à Copa do Mundo no Brasil subiu de 51% para 63% em um mês. O orgulho com a realização do Mundial foi a 60%. O levantamento apontou ainda que, para 76%, os torcedores que ofenderam a presidente no jogo de estreia da Copa, em São Paulo, agiram mal.

Economia - A pesquisa apurou também a percepção da população sobre a economia do país. Segundo o levantamento, 29% acham que a situação vai piorar nos próximos meses, e 30% acham que a situação vai melhorar – eram 26% em junho. A pesquisa apontou ainda que 58% acham que a inflação vai aumentar. O índice dos que acham que a inflação vai ficar como está foi de 27% no levantamento atual.

A pesquisa do Datafolha foi realizada entre os dias 1 e 2 de julho. Foram entrevistados 2.857 eleitores em 177 cidades do país. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso quer dizer que o instituto tem 95% de certeza de que os resultados obtidos estão dentro da margem de erro. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00194/2014
via noticia de sao miguel